Cannabis medicinal: cientistas reunidos em Lisboa

Lisbon Medical Cannabis é o evento responsável por levar a Lisboa alguns dos principais nomes da investigação científica acerca da cannabis medicinal. A Cannativa, Associação de Estudos sobre Cannabis, é a organizadora do Lisbon Medical Cannabis, que tem lugar na capital portuguesa, dias 9 e 10 de Novembro.

O evento conta com vários nomes conhecidos na investigação acerca da cannabis medicinal. Cristina Sanchez, Professora  de Bioquímica e Biologia Molecular na Universidade de Madrid, tem-se destacado pela investigação dos efeitos terapêuticos da cannabis no cancro e traz a Lisboa resultados de ensaios pré-clínicos e clínicos no cancro.

Ethan Russo é outro dos nomes conhecidos por quem está familiarizado com o mundo da investigação científica da cannabis. O neurologista e farmacologista é responsável pelo Instituto de Cannabis e Canabinóides e leva o tema “Farmacologia da Cannabis” ao evento da Cannativa.

Javier Pedraza, que trabalha com cannabis medicinal e com CBD junto dos seus pacientes, também estará presente nestas conferências para falar do “Doseamento de cannabis em prática clínica”. O médico espanhol participa no documentário “Pacientes – à espera da lei”, de Laura Ramos, jornalista da Cannativa, que será apresentado no decorrer das jornadas acerca da cannabis medicinal.

O pai da investigação sobre cannabis

Raphael Mechoulam é referência mundial no estudo da cannabis e suas substâncias (foto: Facebook)

Um dos nomes de maior destaque é o de Raphael Mechoulam, considerado por muitos como o “pai da investigação da cannabis” e uma das figuras mais promissoras a nível mundial nesta matéria.

Com cerca de 400 trabalhos publicados, o Professor de Química descobriu alguns canabinóides nos anos 1960, ao conseguir isolar, pela primeira vez, o CBD e o THC. Entre muitas outras inovações acerca dos estudos da cannabis, deve-se também ao Prof. Raphael Mechoulam a descoberta do CB1, um dos recetores de canabinóides, e o próprio sistema endocanabinóide.

A participação de Mechoulam, referência mundial no estudo da cannabis medicinal, está agendada, segundo programa da organização, via video-conferência para os dois dias do certame.

Este evento reveste-se de extrema importância num momento em que se assiste ao elevado crescimento pela cannabis medicinal – e substâncias como o canabidiol (CBD) – como tratamento, principal ou complementar, de doenças graves.

Mais informações do Lisbon Medical Cannabis aqui.