CBD na Doença de Parkinson: o que diz a investigação

O Canabidiol tem sido sugerido em tratamentos, como meio principal ou complementar, em diversas patologias, sendo aconselhado por investigadores em casos de cancro, epilepsia, dor crónica ou fibromialgia. Esta substância – que a OMS considera segura e não psicoativa – é também alvo de estudos em doenças neurodegenerativas, existindo alguns resultados positivos na doença de Parkinson.

Resultados do CBD na doença de Parkinson 

Numa revisão (1) de 2013, liderada pelo Prof. Dr. Javier Fernandez-Ruiz, da Universidade Complutense, são elencados alguns dos mecanismos mais relevantes do CBD na Doença de Parkinson:

  • normalização da homeostase do glutamato e respectivos mecanismos de excitotoxicidade;
  • redução de stress oxidativo (capacidade para restaurar o equilíbrio entre factores oxidativos e mecanismos anti-oxidantes endógenos);
  • atenuação da ativação glial e atenuação da inflamação localizada.

Num trabalho (6) acerca do sistema canabinóide, o mesmo autor afirma que “o sistema canabinóide influencia grandemente na função dos gânglios basais através da modulação dos neurotransmissores que operam nos circuitos dos mesmos.”

Na mesma universidade espanhola, um estudo (2) de 2005 acerca da toxicidade causada por 6-hydroxydopamina – frequente em Doença de Parkinson -, os autores registam a eficácia do CBD através do potencial anti-inflamatório e modulação das funções gliais.

“o canabidiol é um constituinte não psicoactivo da Cannabis, com potencial para tratar doenças neurodegenerativas.”

A Escola de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, Universidade de S.Paulo, Brasil, também tem sido particularmente ativa no estudo do canabidiol no campo de patologias a nível neurológico.

Num trabalho (3) acerca dos efeitos do Canabidiol na presença de MPP(+) – uma neurotoxina presente e relevante na Doença de Parkinson -, os investigadores da Universdade brasileira afirmam que o “canabidiol é um constituinte não psicoactivo da Cannabis, com potencial para tratar doenças neurodegenerativas.

Neste estudo, o CBD aumentou a viabilidade celular, a diferenciação e a expressão de proteínas axonais e sinápticas – portanto efeito neuritogénico (produção de novos neurónios ) -, independente do NGF (Nerve Growth Factor). O CBD não aumentou este efeito mas preservou do declínio habitual em presença da neurotoxina estudada.

Do Departamento de Neurociências e Comportamento da mesma Universidade paulista, os autores atestam a eficácia do CBD no controlo de perturbações de sono REM em pacientes com Parkinson (6), bem como um aumento considerável de bem-estar e qualidade de vida em 21 pacientes, num estudo (4) publicado no mesmo ano.

 

1- Cannabidiol for neurodegenerative disorders: important new clinical applications for this phytocannabinoid?. Fernández-Ruiz J, Sagredo O, Pazos MR, García C, Pertwee R, Mechoulam R, Martínez-Orgado J. British Journal of Clinical Pharmacology. 2012 May 25; 75(2): 323-333 PMC [article] PMCID: PMC3579248, PMID: 22625422, DOI: 10.1111/j.1365-2125.2012.04341.x
2- Lastres-Becker I, Molina-Holgado F, Ramos JA, Mechoulam R, Fernández-Ruiz J.
Cannabinoids provide neuroprotection against 6-hydroxydopamine toxicity in vivo and in vitro: relevance to Parkinson’s disease. Neurobiol Dis. 2005 Jun-Jul;19(1-2):96-107. PubMed [citation] PMID: 15837565
3- Santos NA, Martins NM, Sisti FM, Fernandes LS, Ferreira RS, Queiroz RH, Santos AC. The neuroprotection of cannabidiol against MPP⁺-induced toxicity in PC12 cells involves trkA receptors, upregulation of axonal and synaptic proteins, neuritogenesis, and might be relevant to Parkinson’s disease. Toxicol In Vitro. 2015 Dec 25;30(1 Pt B):231-40. doi: 10.1016/j.tiv.2015.11.004. Epub 2015 Nov 7. PubMed [citation] PMID: 26556726
4. Chagas MH, Zuardi AW, Tumas V, Pena-Pereira MA, Sobreira ET, Bergamaschi MM, dos Santos AC, Teixeira AL, Hallak JE, Crippa JA. Effects of cannabidiol in the treatment of patients with Parkinson’s disease: an exploratory double-blind trial. J Psychopharmacol. 2014 Nov;28(11):1088-98. doi: 10.1177/0269881114550355. Epub 2014 Sep 18. PubMed [citation] PMID: 25237116
5. Chagas MH, Eckeli AL, Zuardi AW, Pena-Pereira MA, Sobreira-Neto MA, Sobreira ET, Camilo MR, Bergamaschi MM, Schenck CH, Hallak JE, Tumas V, Crippa JA. Cannabidiol can improve complex sleep-related behaviours associated with rapid eye movement sleep behaviour disorder in Parkinson’s disease patients: a case series. J Clin Pharm Ther. 2014 Oct;39(5):564-6. doi: 10.1111/jcpt.12179. Epub 2014 May 21. PubMed [citation] PMID: 24845114
6. Fernández-Ruiz J. The endocannabinoid system as a target for the treatment of motor dysfunction. Br J Pharmacol. 2009 Apr;156(7):1029-40. doi: 10.1111/j.1476-5381.2008.00088.x. Epub 2009 Feb 13. Review. PubMed [citation] PMID: 19220290, PMCID: PMC2697699